DOCES E SALGADOS

                                     DOCES E SALGADOS

DOCES e SALGADOS (Autoria: SÔNIA MOURA)

Nossa vida se mistura ao sentido das palavras, pois ela é uma sequência de relações nem sempre lineares, mas com um encadeamento associativo de idéias, por onde caminhamos, entre os verdes de nossas vozes ou pelo azul das vozes do mar. E é através do mistério das palavras que a vida nos serve doces ou salgados momentos.

Nossas janelas dos olhos ou nossas portas da alma se abrem sobre as coisas do mundo, para que possamos nos embriagar com os saquês, com os vinhos ou com os néctares que escorrem das palavras e se perdem nos grãos de areia de nosso viver, deixando nossos corpos e nossas almas nus e permitindo que as luzes das verdades ou das fantasias iluminem as colinas sinuosas de nossos pensamentos.

Ao saborear o doce ou o salgado do mundo, vacilamos entre a vida e a morte, quando o amargo e/ou o azedo de nossas trajetórias nos atormentam, então, na tormenta das ruelas das decepções, das angústias e da saudade, precisamos fazer destes sabores bolhas de sabão, que logo, logo irão explodir, perdendo-se no ar.

Doces e salgados podem ser nossas vivências e nossas querências em relação ao ser amado. A demora da chegada ou a certeza da partida de um ente amado, muitas vezes nos fazem esquecer o doce sabor de outros recomeços, ensurdecendo-nos, para que não ouçamos os ecos de novas aventuras que virão e que não nos deixarão recuar, a fim de que permitamos que outros sabores possam vir, no porvir.

Gerado pelas palavras, o gosto dos sabores  molda nossos gestos e nos ajuda a dar passos sobre as planícies, sobre o chão de barro, sobre pedras ou sobre ervas daninhas dos nossos corações, e assim, nos soltamos, mulheres e homens, para prosseguirmos em viagens, que começam em todo o tipo de ventre e que depois são jogados aos ventos do destino, para que, como pássaros, possamos dar nossos espetáculos em vôos espetaculares, transitando entre os doces e os salgados que a festa da vida vier nos oferecer.

2 comentários sobre “DOCES E SALGADOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *