Site oficial da escritora Sônia Moura

Exibindo: 1 - 10 de 749 RESULTADOS
Poesias

Manhãs

Nas manhãs cinzentas de um dia sem luz  Vejo imagens lindas no céu apagado Sinto a beleza do dia Sinto as gotas findas do luar Vejo sol timidamente surgir  Então o mar vem docemente Meus pés beijar Esta na hora de a vida acordar (por Sônia Moura)

Ideias

VOZES

VOZES (A primeira voz)               I Nasci para a vida ontem Eu já nem sei mesmo quanto tempo faz Caminho por estradas tortuosas Por vias sinuosas Mas tenho a certeza de que Um dia eu chego lá             II A natureza me trata com carinho A poesia me embala o canto Da escrita roubo um …

Ideias

IMPROVISO

Caminhava pisando sobre os passos dele. Anulada Não deixava suas marcas, Enquanto lágrimas furtivas manchavam a máscara da face. Cansada…   Até que um dia, no mundo do improviso sem aviso, de uma só vez, máscaras, marcas e dores cansaram-se e veio a libertação, foi quando todo o sofrimento dela se desfez   A partir …

Ideias

ANULAÇÃO

Procurei por você em todos os cantos da solidão, cantei cantos falando de saudade, escrevi poemas exaltando o regressar mas você não veio…   Enrolei-me em lençóis de seda, soltei um gemido de amor e de saudade que ecoou, ecoou, ecoou… mas acho que você não escutou…   No meio da noite, a solidão me …

Ideias

FLOR MATREIRA

Eram muitos olhos luzindo, faróis apreensivos, todos lançados a uma só direção. Todos os clarões jogavam-se sobre a flor ali, desmaiada, a implorar a chama de todo olhar… Linda, pálida e com um sorriso a aflorar, pétalas ao vento a bailar, era uma pintura e o mundo seu altar. O jardineiro dela se aproxima coloca-a …

Ideias

DEVANEIO

Na minha memória, incrustado está o seu retrato Que me sorri como outrora, riso de amor, de cumplicidade…   Atarantada, trago esta imagem aqui para fora Jogo-a nesta tela em branco e nela nasce uma pálida lembrança Do que já fomos   Eu lhe dou cores e vida, então a imagem revive na pintura A …

Livros Poesias

LUZES

O sol caminha pelos corpos indecentemente libertino, doura peles, cria imagens em olhos invisíveis, desperta sonhos, veste fantasias, faz-se poeta e escreve um poema, beija corpos deitados na areia, brinca com as ondas do mar, depois, vai-se embora, porque outra luz está por chegar   (Da obra: POEMAS EM TRÂNSITO)      

Ideias

A moça e o guarda-chuva vermelho

  Chovia no Rio de Janeiro, mas o calor continuava e ela seguia apressadamente. A passos largos e rápidos, Mariana, com o seu guarda-chuva vermelho, seguia em busca sabe-se lá de quê. Numa esquina de Copacabana, Galbério, o irrecuperável conquistador, viu a moça, admirou seu andar apressado e o guarda-chuva vermelho, como a paixão. Galbério …