tREMA

O TREMA MORREU!!!!!

[Reforma Ortográfica I (por SÔNIA MOURA)]

Devo confessar que me doeu muito a derrubada do trema, para falar a verdade, admito, tinha uma enorme simpatia por aqueles “dois pinguinhos” sobre a letra U.

E, embora a ausência do trema não vá interferir na pronúncia de palavras como : lingUiça, cinqUenta, este sinal era como se fosse um guardião da letra U, funcionava como a garantia de que esta letra não deveria ser abandonada pela falante.

Com a reforma ortográfica de 1971, o trema balançou, mas não caiu, mas, agora é definitivo, o trema foi defenestrado, e não há retorno.O trema morreu!!!!

Permitam-me vaiar esta resolução:  TREMA

Mas, nem tudo está perdido. Aguardem o próximo capítulo. 

Escrito por

Sônia Moura

SÔNIA MOURA é Doutora em Letras (Literatura Comparada), Mestra em Letras (Literatura Brasileira), Pesquisadora na área da Simbologia, Professora de Língua Portuguesa e de Literatura Brasileira e Produtora Cultural.

No centro de suas atividades, está sua parceira inseparável: a arte, coordenando suas múltiplas vozes e os misteriosos momentos da sua criação.