HORAS NUAS

recordação

HORAS NUAS [Sônia Moura]

Quando me pego

Em lembranças tuas

Mesmo sem querer,

Tento te deixar partir.

Difícil é continuar a sorrir,

Enquanto a vida cambaleia

E se esvai, noite e dia, em horas nuas

 

(Da obra: Poemágica)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *