SEM REMORSOS

 SEM REMORSOS

SEM REMORSOS (Autoria: Sônia Moura)

Arrebentando todos os corações
Era como a matreira serpente
Que tentava Marias e Joões
Depois, seguia pelo mundo,
E sem remorsos, sorria, sorria, sorria…

(Da obra: POESIA DIA A DIA de Sônia Moura)

SEM REMORSOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *