o vai-e-v-em da sanfona

O Vai-e-Vem da Sanfona  (Autoria: Sônia Moura)

A vida nos prega peças

A vida é boba à beça

A vida nos traz surpresas

A vida é uma beleza

A vida nos faz chorar

A vida é de amargar

A vida nos faz sorrir

A vida é o porvir

A vida nos traz saudade

A vida é só vontade

A vida nos mostra amor

A vida é só sabor

A vida nos traz desamor

A vida é só temor

A vida nos dá Gonzagão

A vida é a batida de um coração

A vida nos dá  Gonzaguinha

A vida é rima prontinha

A vida é mesmo assim

Um vai-e-vem inconstante

Como o fole da sanfona

Abre e fecha a todo instante

Senão o som não sai

Senão a alegria não entra

Senão a dor e a esperança

Não podem nela morar

A vida é mesmo uma roda

Quem entra não quer sair

A vida é uma doce ilusão

Já dizia Gonzaguinha

Filho do grande Gonzagão!

(Da obra: Poemas em Trânsito de Sônia Moura)

Escrito por

Sônia Moura

SÔNIA MOURA é Doutora em Letras (Literatura Comparada), Mestra em Letras (Literatura Brasileira), Pesquisadora na área da Simbologia, Professora de Língua Portuguesa e de Literatura Brasileira e Produtora Cultural.

No centro de suas atividades, está sua parceira inseparável: a arte, coordenando suas múltiplas vozes e os misteriosos momentos da sua criação.